DOIS BANDIDOS INTEGRANTES DO TREM BALA FORAM MORTOS NUMA TROCA DE TIROS EM IPOJUCA E UM DELES PARTICIPOU DA MORTE DO POLICIAL MILITAR DE ALAGOAS MORTO EM PORTO DE GALINHAS

Por volta das 21:30 horas de terça-feira, 19, a Patrulha BOPE – Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar de Pernambuco, receberam informações, com o apoio do efetivo de Capturas ( BOPE), que dois elementos em um veículo Prisma branco, de placa PDW-4488, estaria transportando armas e entorpecentes transitando na PE 051. Seguindo ao local, o referido foi avistado, tendo início o devido acompanhamento tático.


Ao ser solicitada a parada ao veículo, este acelerou e, mais a frente, o seu condutor parou e desembarcou apontando a arma para o efetivo e efetuando vários disparos gritando que aqui era o trem. Outro suspeito efetuou disparos de dentro do veículo e também de fora, quando desembarcou.


Respondendo à injusta agressão, os suspeitos foram atingidos, momento em que, ao ser realizada a aproximação, foi encontrado, ainda na mão dos mesmos, armas de fogo (pistolas ponto 40 com praticamente todos os cartuchos deflagrados) e, no veículo, duas sacolas plásticas contendCIDA POPULARMENTE COMO MACONHA.


Após os procedimentos, de imediato,  foi realizado o socorro dos mesmos para a upa de Camela onde, algum tempo depois, os médicos responsáveis informaram que os suspeitos não resistiram aos ferimentos. Quando na Upa,  chegou a informação de que os elementos teriam participado do homicídio ao policial militar de Alagoas, e que um deles, o Moreira, vulgo “Ureia”, seria o gerente do tráfico na comunidade Salinas, em Porto de Galinhas, bem como, o executor do policial militar de Alagoas, além de vários outros homicídios na localidade.


Diante dos fatos, os materiais apreendidos foram encaminhados para a DHPP do Cordeiro, onde foram devidamente RECOLHIDOS E LAVRADOS O AUTO DE APREENSÃO E APRESENTAÇÃO DAS ARMAS DE FOGO, MUNIÇÕES E ENTORPECENTES.

Postar um comentário

0 Comentários